Messianismo e fogo amigo

Por Sagran Carvalho.

Camaradas,

Não sou afeito a acreditar em Mitos ou Messias. Desconfio sempre dos “Salvadores da Pátria” e suas soluções para todos os problemas nacionais, geralmente amparadas por muita gritaria, pouca noção e nenhuma aptidão para o contraditório. Estes Messias costumam ser seguidos por uma estridente militância que repete os hábitos e bordões. Eles, os Mitos, sempre dão o ar da graça em momentos de turbulência, geralmente acompanhadas de crise econômica e caos político, aproveitando-se da oportunidade e da descrença social para abocanhar aquilo que em outra situação não teriam a minima chance: o poder.

Para isto, contam também com apoio de alguns formadores de opinião, que de boa-fé ( às vezes não ), dão seu aval, acreditando em muitos casos, que o Messianismo possa ser um mal menor quando comparado ao que se tem no momento e como uma espécie de afronta ao status-quo.

O problema é que seres Míticos não costumam de bom grado aceitar que seguidores e apoiadores convivam com quem ele entende ser uma ameaça à sua liderança. O Messianismo não admite contrariedade, condenando em primeira-mão qualquer um que assim se porte.

E as armas utilizadas são sempre as mesmas, muito berro, pouca inteligência e total descontrole na busca por atingir aquele que até ontem era considerado aliado e amigo. Não interessa ao Mito a quem o fogo fratricida atinja. O que vale é impor sua ordem e vontade sem qualquer espécie de questionamento.

Messianismo Mitológico não aceita afrontas!

Caso parecido vem ocorrendo, tudo motivado por uma foto. Uma simples foto numa rede social atraiu toda a ira Messiânica contra alguém que não merece tal desfeita. Uma afronta contra uma das melhores cabeças da Direita brasileira. Porém. nem isto serviu para arrefecer as hostes do Mito. O estrago já foi feito, e se há como remediar, só o futuro nos contemplará.

Mas Camaradas, há algo positivo neste embate, que ainda nos dá esperança na salvação da humanidade. O fato levou ao messianismo o que ele mais teme: questionamento.

Seguidores que costumam recusar o pensamento bovino ( sempre os há ), começam a abandonar o barco. Gente que até ontem levantava bandeiras de apoio começou a questionar os atos praticados pelo Messias e filiais apoiadores na ânsia em denegrir alguém que até a pouco estava no meio, apoiando incondicionalmente, mas que perdeu toda benevolência Messiânica em uma foto. Creio que estes seguidores, chegaram à conclusão de que amanhã o mesmo pode-lhes ocorrer, tendo contra si todo o fardo da vingança Messiânica.

Se o fogo-amigo será capaz de abater o Messias, ainda não sabemos, mas que está sendo questionado por dentro, isto é certo.

Simplesmente berros não fazem de ninguém um Estadista.

Fica a dica.

Força e Honra!

 

Curtam Café no Front

Sigam @cafenofront

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s