Lulismo Messiânico morreu. Agora tentam criar o Mito Verde.

Por Sagran Carvalho.

 

Camaradas,

Hoje já é sabido e conhecido pela grande maioria da população que o Lula “pai dos pobres e defensor dos humildes” nunca passou de propaganda política muito bem construída por marqueteiros excepcionalmente remunerados. Criaram o “mito” do humilde que chegou ao poder, o elegendo por duas vezes. A “criação” foi tão poderosa, que ainda lhe deu força para indicar uma “ninguém” ao Planalto, que não tinha nenhum preparo para exercer a presidência e ainda assim foi vitoriosa. A força do mito era tão grande, que a maioria dos eleitores reelegeram a incompetência novamente, mesmo com todas as sirenes da crise soando à volta da realidade brasileira.

Atualmente somente uma minoria iludida dos eleitores, e políticos aliados da esquerda ainda “acreditam” no Messias,  pregando no deserto os manjados gritos de “não há provas” e “foi golpe”. Não são levados a sério pela população, e na verdade, na maioria das vezes são ridicularizados nas redes sociais por sua falta de argumentos e excesso de gritaria. Tivemos até deputado ex-BBB dando vexame em vídeo. São viúvas apegadas ao poder que não aceitam perder as tetas públicas tão fartas e saborosas. Sabem que para a maioria, Lula é a certeza da manutenção de seus privilégios. Se com Lula não for possível, terão que achar um plano B,  se possível com amplo apoio da imprensa engajada, indo em busca de um “novo” ou nova líder com dotes de messianismo também.

E o “trabalho” já começou…

Sem muitos perceberem, o plano B já está em ação com ampla cobertura da mídia mainstream, de intelectuais engajados e políticos em busca da manutenção do status quo com aquela aparência de “mudança” e “novos rumos”. Uma “Rede” começa a ser lançada aos desinformados eleitores. A esquerda não joga para perder e armas pesadas, sem sombra de dúvidas serão usadas no front.

Se você é um leitor de fontes como Folha, Estadão ou O Globo já deve ter percebido que neste caos político e econômico,  a pouco mais de um ano das eleições presidenciais, foi desenterrada lá da profunda floresta acreana a “desaparecida”, ausente e quase esquecida pessoa que a cada quatro anos dá as caras como “defensora” dos interesses ambientais, das minorias, e da população menos assistida brasileira, com promessas de uma nova maneira de governar baseada numa “nova” matriz econômica focada no Verde e no crescimento “sustentável” do país. Assim do nada, as entrevistas começaram, os comentários apareceram e a provável salvadora e sucessora do Lulismo está a caminho.

E não é só na mídia impressa…

Nestas mesmas últimas semanas, um deputado, pertencente ao partido fundado por esta senhora propagadora do Mito Verde apareceu praticamente em todas as edições do JN, o telejornal de maior audiência do Brasil, em matérias de cunho negativo ao atual governo. Mostraram até os valores de verbas disponibilizadas aos parlamentares aliados da base governista, como prova de que algo imoral estava ocorrendo no Congresso ( e estava), mas claro, não ouvi um pio deste deputado pelo mesmo ato praticado pela ex-presidentA , sua aliada de então, que nos estertores de seu mandato, também liberou verbas aos parlamentares em busca da salvação de sua administração. Mas deixa pra lá, aqui o assunto é outro.

Como podem perceber a Rede foi lançada e o sistema já trabalha abertamente, sem você perceber, em prol de seu “novo” Mito, com uma agenda bem clara e definida: manter a esquerda no poder, fazendo apenas uma mudança de roupagem e maquiagem.  Um novo rótulo para o mesmo produto.

Cara nova, mas com mesmo gosto…

Não duvide, com a defenestração de Lula e do PT a esquerda seguirá unida em torno de sua “nova” liderança, ainda que alguns pouco radicais defendam a pureza ideológica num primeiro momento, se arranhando na superfície e por trás dos holofotes de mãos dadas em busca do objetivo comum: a manutenção do poder.

Não se deixe enganar. A “novidade” aqui é no fundo mais do mesmo que nos legou o atual estado de coisas.  Muitas promessas e resultados desastrosos são a única coisa que a esquerda pode apresentar, nada mais!

Chega!

Temos que perder a mania de nos agarrar e acreditar em salvadores da pátria. A mídia, os intelectuais, políticos e engajados vivem os criando para a defesa de seus interesses. Temos que ser racionais, é tempo de abandonarmos a emoção e nos agarramos à razão. Aquele botãozinho verde é capaz de causar estragos. Dê uma olhada no que ocorre hoje.

O “Mito Verde” é desde sempre comunhão entre os mesmos, e agora, mais do que nunca, a maior arma que possuem para sua perpetuação. Desconfiar e desdenhar políticos é a obrigação de todo eleitor consciente.

Só assim teremos a chance de não errar, ou na pior das hipóteses, errar pouco. Não dá para confiar em ninguém que depende de dinheiro público para sobreviver.

Fica esperto…

 

Força e Honra!

Curta Café no Front

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s