Último teste nuclear norte-coreano pode ter matado 200 pessoas

Por Sagran Carvalho.

Camaradas,

Breaking News!

TV Japonesa afirma que houve um acidente durante o último teste nuclear que teria causado a morte de cerca de 200 pessoas em desmoronamento.

Segue abaixo relato via Agência Efe:

Cerca 200 pessoas podem ter morrido pelo desmoronamento de um túnel dias depois do último teste nuclear realizado pela Coreia do Norte, no dia 3 de setembro, segundo informou a emissora japonesa “TV Asahi” nesta terça-feira.

O teste nuclear, o mais potente já feito pelo regime norte-coreano, foi feito de maneira subterrânea no nordeste do país e causou o colapso de um túnel que tirou a vida de cem trabalhadores.

Fontes da Coreia do Norte citadas pelo canal japonês asseguram que outras cem pessoas morreram quando tentaram resgatar os afetados e um segundo tremor causado pela detonação provocou um novo desabamento.

Desde esse último teste na base de Punggye-ri, no nordeste da Coreia do Norte, foram registrados vários terremotos no local do experimento nuclear.

Pyongyang realizou no início de setembro o seu sexto e mais potente teste nuclear até o momento, na qual garantiu ter detonado uma bomba H (de hidrogênio, uma arma termonuclear mais potente que as bombas convencionais) que pode ser instalada em mísseis intercontinentais.

Esse foi o quarto teste nuclear norte-coreano realizado sob o mandato de Kim Jong-un, que intensificou os testes armamentistas do regime.

A Reuters também noticiou o fato:

Um túnel na base de testes nucleares da Coreia do Norte desmoronou após o sexto teste atômico de Pyongyang, em setembro, possivelmente matando mais de 200 pessoas, afirmou a emissora de TV japonesa Asahi nesta terça-feira, citando fontes não identificadas com conhecimento da situação.

A Reuters não foi capaz de verificar a informação.

Cerca de 100 trabalhadores da instalação nuclear de Punggye-ri foram atingidos pelo desmoronamento inicial, que aconteceu perto do dia 10 de setembro, disse a emissora.

Um segundo desmoronamento durante uma operação de resgate pode significar que o número de mortes ultrapassou 200 pessoas, acrescentou.

Especialistas disseram que uma série de tremores e deslizamentos de terra perto da base de testes nucleares provavelmente indicam que o sexto e mais poderoso lançamento do país, realizado no dia 3 de setembro, desestabilizou a região, e que a instalação de Punggye-ri pode ficar por muito tempo sem ser utilizada para testar armas nucleares.

Camaradas, assim que novas informações forem aparecendo, estaremos atualizando as mesmas aqui no Café no Front.

Força e Honra.

Camaradas, ajudem o Café no Front a manter seu trabalho. Através do Apoia-se você pode contribuir mensalmente com valores a partir de R$ 1,00.

Nos ajude a continuar divulgando História, Geo-política e Conflitos atuais.

apoia-se-03

Fontes: EFE e Reuters

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s